Dia Mundial do Rádio: Conheça a história do meio mais utilizado no mundo

No dia 13 de fevereiro é celebrado o Dia Mundial do Rádio. A data foi proclamada pela assembleia geral da Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura) em 2011, com o intuito de comemorar o rádio como forma de mídia e incentivar a cooperação entre radialistas e transmissores.

O rádio é o meio de comunicação de massas com maior alcance de audiência no mundo, sendo um dos principais modos de acesso à informação. Além disso, tem custo baixíssimo tanto para ouvintes quanto para os produtores, sendo veículo para a liberdade de expressão.

Por isso, o tema de 2017 para a comemoração é “O rádio é você”, uma mensagem de incentivo ao uso dessa forma de mídia para transmissão de ideias e informações. “No Dia Mundial do Rádio, a Unesco chama todos para que alimentem o poder do rádio, com o objetivo de promover as conversas e a escuta de que precisamos para combater, juntos, os desafios enfrentados por toda a humanidade”, disse a diretora geral da Unesco, Irina Bokova.

Imagem de divulgação da Unesco para o Dia Mundial do Rádio

História do Rádio

A tecnologia de transmissão do som por ondas de rádio foi inventada em 1896 pelo italiano Guglielmo Marconi, mas muitos atribuem a descoberta ao austríaco Nikola Tesla devido aos equipamentos patenteados por ele.

Porém, a primeira transmissão de rádio nos moldes que conhecemos hoje – com voz humana – foi feita em 1906 em um navio estadunidense, quando um concerto de natal foi transmitido para a tripulação e passageiros.

O objetivo inicial do rádio era substituir o telégrafo com uma tecnologia melhor e mais rápida, mas foi muito além disso. Em 15 anos desde sua invenção, o rádio já tinha sido adotado pela maioria das frotas marítimas do mundo. Em 1920, começaram as primeiras transmissões de rádio para entretenimento.

No Brasil, até 1919, apenas militares podiam realizar transmissões de rádio. Em 1922, com a transmissão da ópera “O guarani” foi fundada a primeira emissora de rádio do país, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, atual Rádio MEC.

Nos EUA, até 1921 havia apenas quatro emissoras de rádio. Ao final de 1922, já eram 382 emissoras. Por isso, dos anos 1920 aos anos 1950 (quando ocorreu a popularização da televisão) reinou a era do rádio, na qual esse meio de comunicação era o mais usado no mundo.

Até hoje, o rádio ainda tem muita popularidade. A Pesquisa Brasileira de Mídia revelou que em 2015, 55% da população usou o rádio, que é o segundo meio mais utilizado no país, depois da TV.

No caminho do trabalho, em nossas casas, escritórios e espaços abertos, em momentos de paz, de conflitos e emergências, o rádio continua a ser uma fonte essencial de informação e conhecimento, abrangendo diferentes gerações e culturas, inspirando-nos com a riqueza da diversidade humana e conectando-nos com o mundo”, lembra a diretora geral da Unesco.

Por isso, todos podem aproveitar do potencial dessa mídia para receber e disseminar informações. Esse é o convite do dia de hoje: seja você mesmo o rádio.

Redatora e repórter na Agência Jovem de Notícias

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *