Destaques da abertura da 9ª Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente do Piauí

Por Raylla de Carvalho e Vanessa Coelho, jovens educomunicadoras, de Teresina (PI)

No dia 29 de maio aconteceu a abertura da 9ª Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente do Piauí, em Teresina. Na composição da mesa participaram representantes do poder público e sociedade civil.

A vereadora Rosário Bezerra destacou que o “dever do Estado é defender e proteger os direitos das crianças e dos adolescentes. E deve ser lutada para ser incorporadas pela sociedade. Na Constituição Federal está prevista que, para ser respeitado não importa a cor”, ressaltou ela.

Záira Diane Silva, que representou as crianças e os adolescentes na mesa, falou que “ser criança no Brasil é difícil hoje, porque muitos direitos garantidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) são ignorados pelas as autoridades. Precisamos ser respeitados”, disse ela.

Quem também falou foi a Maria Luiza, juíza da 1ª Vara da Infância. Ela pontuou os cinco eixos que serão debatidos na Conferência: Promoção dos direitos de Criança e do Adolescente; Proteção; Defesa dos direitos; Protagonismo e Controle Social. “Apesar de todos os avanços, ainda existem desafios a ser superados”, afirmou Maria Luiza.

O secretário da Secretaria Estadual da Assistência Social do Piauí, Francisco Guedes, disse: “O Brasil chega a 22 anos da aprovação do ECA, o maior problema e o desafio é a pobreza. O desafio da melhoria da qualidade de ensino e assegura atendimento mais digno”.

Após a abertura, houve um lanche para os delegados e convidados.

Saiba mais:

O que é 9ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente?

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *