Juventude ecumênica se mobiliza contra a intolerância religiosa


Por Alessandro Muniz (RN), Bruno Ferreira (SP) e Daniela Rueda (SP)

Campanha Contra a Intolerância Religiosa é uma iniciativa da Rede Ecumênica de Juventude

A diversidade religiosa em um país como o Brasil, formado por tantas etnias, religiões e culturas, resulta em conflitos e divergências. Para enfrentar as violências causadas pelas diferenças religiosas a Rede Ecumênica da Juventude (REJU) está promovendo a Campanha Contra a Intolerância Religiosa. A mobilização busca desenvolver ações, parcerias e espaços de reflexão para problematizar a intolerância religiosa.
Em entrevista na redação da Agência Jovem Notícias durante 2º Conferência Nacional de Juventude,  “As motivações que levaram à construção da campanha foram situações concretas como o fechamento de terreiros, o preconceito contra o candomblé e a religião islâmica”. A manifestação trata, ainda, de forma transversal, da intolerância sexual, em especial em relação à homossexualidade, alvo de inúmeras violências de motivação religiosa.
A campanha foi iniciada no dia 21 de janeiro de 2011 – Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa – e programada para ser finalizada na mesma data de 2012. Devido à repercussão, a REJU decidiu prolongá-la por todo 2012.

Os integrantes da rede participam da 2º Conferência Nacional de Políticas Públicas para Juventude para mostrar o rosto dos jovens ecumênicos. A partir de suas distintas tradições religiosas, cristãs, africanas, entre outras, lutam pela liberdade religiosa. No Grupo de Trabalho de Direitos Humanos da Conferência, pautaram a proposta de uma política pública efetiva no Brasil contra a intolerância religiosa. Daniel afirma para isso é preciso “superar o mito de uma sociedade perfeita onde todos se amam e se respeitam.”

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *