Burning forest is seen during “Operation Green Wave” conducted by agents of the Brazilian Institute for the Environment and Renewable Natural Resources, or Ibama, to combat illegal logging in Apui, in the southern region of the state of Amazonas, Brazil, August 4, 2017. REUTERS/Bruno Kelly? SEARCH “DEFORESTATION” FOR THIS STORY. SEARCH “WIDER IMAGE” FOR ALL STORIES.

Conheça a primeira plataforma on-line de combate à desinformação ambiental no Brasil

O site Fakebook.eco traz esclarecimentos sobre os principais mitos em meio ambiente, verifica o discurso de autoridades públicas e notícias falsas que circulam pelas redes.

Por Observatório do Clima

Fakebook.eco é uma iniciativa do Observatório do Clima e tem parcerias com os portais de notícias ambientais e científicas Infoamazônia, Direto da Ciência, Oeco, Projeto Colabora, além do blog O que Você Faria se Soubesse o que eu Sei?, do climatologista Alexandre Araújo Costa.

Ele é a junção de dois outros projetos: o Fakebook, produzido em conjunto pelo OC, o Greenpeace e o ClimaInfo em 2019, e o Agromitômetro, a iniciativa de checagem de informações ambientais do OC, existente desde 2018.

Página inicial do site do fakebook.eco / reprodução

A plataforma surge para sistematizar, de maneira didática, o conhecimento essencial sobre os principais mitos, as distorções e os mal-entendidos que rondam o debate ambiental no Brasil. Por um lado, o site funciona como um repositório onde mitos comuns (as “falácias frequentes”) são desfeitos. Por outro, fará verificações rápidas (“verificamos”) de declarações de autoridades ou fake news diversas sobre meio ambiente. O site contém ainda um canal pelo qual o público pode enviar notícias suspeitas para averiguação.

Em seu lançamento, Fakebook.eco traz um artigo exclusivo do físico Ricardo Galvão, eleito pela revista Nature uma das dez pessoas que fizeram a diferença para a ciência em 2019. Professor da USP, Galvão foi diretor do Inpe até julho do ano passado, quando foi demitido por Jair Bolsonaro, que tentou desacreditar os dados de monitoramento de desmatamento do instituto. No texto o físico apresenta as perspectivas para a Amazônia diante da operação do Exército de controle do desmate, iniciada em maio.

Clique aqui para ler o artigo “Cenário ainda mais sombrio”, de Ricardo Galvão

O site também traz a estreia do segundo vídeo da série “Fatos Florestais”, do OC. Produzido por Fernando Meirelles e com direção de Gisela Moreau, apresenta uma conversa entre o engenheiro florestal Tasso Azevedo e a atriz Marisa Orth sobre licenciamento ambiental, desfazendo uma série de mal-entendidos comuns sobre o tema. Assista:

No lançamento, o Fakebook.eco verifica afirmações do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sobre o programa Floresta +, do governo federal.

Siga Fakebook.eco no Twitter @fakebookeco e no Instagram @fakebookeco

Sobre o Observatório do Clima

Rede formada em 2002, composta por 50 organizações não governamentais e movimentos sociais. Atua para o progresso do diálogo, das políticas públicas e processos de tomada de decisão sobre mudanças climáticas no país e globalmente. Site: www.observatoriodoclima.eco.br.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *