Conanda aponta dificuldades em garantir o protagonismo de crianças e adolescentes na VII Conferência Estadual de Roraima

Por Ana Julia da Silva, Raiane Rabelo e Thalyta Nascimento

Fábio Feitosa, representante do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA) conversa com adolescentes da cobertura educomunicativa no segundo dia da Conferência Estadual e considera como um dos grandes desafios do evento fazer com que os adultos dêem o devido espaço para a participação de crianças e adolescentes

 

Qual o principal papel do Conanda?

O principal papel é formular e deliberar a política nacional dos direitos da criança e do adolescente, fortalecendo os conselhos estaduais.

Há quanto tempo você atua nessa área?

Há 16 anos estou envolvido com o Conselho de Direitos.

Qual o seu envolvimento com as questões voltadas aos direitos da criança e do adolescente?

Além de ser conselheiro nacional do CONANDA, participo de uma instituição chamada Marista, onde o nosso papel é assessorar as políticas da Criança e do Adolescente.

Quais os desafios para essa VII Conferência Estadual dos direitos da criança e do adolescente?

O grande desafio é fazer com que os adultos dêem espaço para as crianças e os adolescentes serem protagonistas. Outro desafio é que sejam construídos os planos municipais dos 15 municípios do estado de Roraima.

Qual a importância de realizar essas conferências?

É exercitar o nosso principal papel como conselheiro, que é de mobilizar a sociedade no fortalecimento dos sistemas de garantia de direitos.

Saiba mais:

O que é 9ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente?

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *