Coletivo lança conteúdo gratuito para discutir o que é política

Release

A política é um assunto complexo e, até pouco tempo atrás, evitado em eventos sociais, reuniões familiares, conversas de bar e escolas. Porém, com a popularização das redes sociais e a insatisfação dos brasileiros sobre os últimos acontecimentos no país, os espaços cibernéticos passaram ser um local de debate sobre o que/como fazer e quais as ideias para mudar esse cenário. Pensando nisso, o Imagina Coletivo lança em formato online conteúdos que visam discutir e ampliar a visão sobre o que é, o que ela deve fazer pela sociedade e como modificar um sistema considerável inatingível.

O “imagina.vc hackeando a política” traz materiais em  vídeo, entrevistas em podcast divulgados pela plataforma do souncloud, conteúdos, cartazes (lambe-lambe) para download e um guia de bolso experimental sobre o assunto. Esses materiais (disponibilizados gratuitamente no site têm o objetivo de mostrar à população que é possível quebrar paradigmas do sistema, por meio de suas lacunas. A ideia é auxiliar a sociedade brasileira para discutir o assunto e buscar a compreensão sobre como experimentar novos modelos de atuação política no atual momento.

A produção do material foi feita de forma totalmente colaborativa, com a participação dos grupos Pé na Escola, Engajamundo, estudantes secundaristas que participaram de ocupações em escolas da rede pública e designers convidados. Além da participação de um dos produtores do documentário “O preço”, Wellington Amorim. Contamos também com a participação do porta voz da Rede Sustentabilidade, Zé Gustavo, que relatou como é a vivência e os desafios na política institucional brasileira.

O “imagina.vc hackeando a política” é uma ideia organizada por jovens engajados politicamente, sem a intercessão de partidos políticos.

“Hackear é entender muito como funciona um processo, decodificar ele e criar novos mecanismos de uso e possibilidades para ele”, conclui Julia e Gustavo, colaboradores do imagina.vc e idealizadores do Fast Food da Política, jogo que facilita o entendimento da política por diferentes públicos.

Um exemplo recente de uma modificação através dos seus espaços é a CPI da Merenda, onde um grupo de estudantes cobraram o governo, a ausência de alimentos destinados aos alunos de algumas escolas públicas do estado de São Paulo. Essa mobilização resultou na instauração de uma CPI para resolver o caso. Com essa lacuna encontrada, os estudantes mobilizaram a classe política. Isso é “hackear”.

 

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *