Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/agenciajovem/public_html/wp/wp-includes/class-wp-post-type.php on line 526
Clima: “Mudando juntos”, mas com mais ambição – Agência Jovem de Notícias

Clima: “Mudando juntos”, mas com mais ambição

Paulo Lima e Roberto Barbiero,  da Agenzia di stampa giovanile (AJN na Itália)
Daniele Savietto (Tradução)

3 de dezembro, estádio de Katowice na Polônia. Isso não é um jogo de futebol entre as principais equipes polonesas, o Wisla Krakow e o Legia Warszawa. É a partida que decide o futuro do planeta. O estádio de 29.473 metros quadrados e seus arredores sediam as negociações da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP24), que se realiza entre os dias 2 e 14 de dezembro, em um dos países que está entre as dez maiores reservas de carvão, responsável por 80% de sua produção energética.

A escolha do país anfitrião para a COP24 foi um desafio desde o início, e talvez também uma provocação, já que a Polônia é um país onde milhões de euros da União Européia estão financiando empresas de energia estatais que não pretendem abandonar energia suja, responsável pelas principais emissões de gases de efeito estufa.

Por outro lado, durante a cerimônia de abertura, o presidente Andrzej Duda afirmou que a Polônia “está promovendo uma política climática fundamentada”, destacando o slogan da Conferência “Mudando Juntos”. Portanto, parece que a situação não é um grande começo para a partida que o Planeta inteiro está jogando nos próximos dias.

O evento conta com cerca de 20.000 pessoas, incluindo negociadores, diplomatas das 197 partes signatárias do Acordo sobre o Clima de Paris, representantes de empresas multinacionais e observadores de ONGs e movimentos sociais vindos de todo o mundo. A tarefa dos delegados seria a de chegar a um compromisso a ser incorporado no chamado “Acordo de Paris” que, entre outras coisas, precisaria determinar um processo mais ambicioso para monitorar o envolvimento de cada país na luta contra as mudanças climáticas. Em outras palavras, o livro de regras estabeleceria como efetivamente verificar e avaliar a implementação das contribuições nacionais determinadas pelo país que precisam começar urgentemente em 2020 para evitar uma catástrofe climática.

As sessões de trabalho na Conferência estão ocorrendo depois que a comunidade científica, reunida em torno do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), publicou um relatório alarmante no início de outubro que exige que a comunidade internacional tome medidas urgentes para a diminuição das emissões de gases de efeito estufa a fim de manter o aquecimento global dentro do aumento de 1,5 ° C em comparação com o período pré-industrial.

A elevação da temperatura média, atualmente estimada em cerca de 1,1 °C, já é responsável por uma série de efeitos no planeta, como a elevação do nível do mar, o aumento da frequência de eventos climáticos extremos e do declínio do gelo do mar Ártico, Antártico e da Groenlândia.

Vários são os impactos das mudanças climáticas na vida dos seres humanos e nos ecossistemas, e enorme é a preocupação por um Planeta que, sem ações adequadas de mitigação, pretende alcançar + 3 °C até o final do século com consequências inimagináveis para o planeta e toda a humanidade.

A presença da sociedade civil em Katowice, e em particular a participação dos jovens, torna-se essencial para monitorar os processos em curso e empurrar as delegações políticas internacionais, a assumir responsabilidades concretas e mais ambiciosas e alcançar uma mudança radical no atual modelo de produção econômica e de consumo.

Nossa contribuição para essa direção é dada também por uma delegação de 20 pessoas, incluindo estudantes universitários e do ensino médio, bem como pesquisadores brasileiros, italianos, colombianos, peruanos e argentinos que participam da COP24 em Katowice graças ao projeto “Agência Jovem de Notícias”, coordenado pela Associação Viração&Jangada e Viração Educomunicação.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *