Cinema itinerante adota energia solar para fazer exibições pelo Brasil

Cinesolar

Da Redação | Imagem: Divulgação

Equipado com placas solares no teto, capazes de captar a energia solar e transformá-la em energia elétrica, e uma bateria de armazenamento que captura até 20 horas de carga de energia, um projeto itinerante de cinema comporta dentro de um furgão, toda a estrutura para montagem de exibições e apresentações: cadeiras, tela de cinema, sistema de projeção, som e cabine de DJ.

Assim é o Cinesolar, uma iniciativa da Brazucah Produções, que pretende, nos próximos meses, percorrer 47 cidades do Estado de São Paulo com exibições que sensibilizam o público para a arte e sustentabilidade. “Procuramos levar estes conceitos para diversos lugares, e apresentar o Cinesolar como uma proposta prática de ação sustentável e de democratização do acesso à cultura”, diz Cynthia Alario, responsável pela iniciativa.

Os filmes exibidos sempre apresentam a temática de sustentabilidade. Além das sessões, são realizadas atividades artísticas, como musica orgânica, oficina de produção de instrumentos (tambor, chocalho, reco-reco e etc) com material reciclado e produção de musica coletiva e ecografite, oficina que utiliza técnicas do grafite e produz tintas com pigmentos naturais, como urucum, café e casca de cebola para a realização de um painel.

O cinema itinerante percorre diversas regiões do estado de São Paulo, priorizando os locais com pouco acesso a cultura e sem energia elétrica. Estão previstas ainda 15 sessões nos Estados de Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. No final de maio, o Cinesolar esteve presente em Brasília, onde exibiu o filme Colegas, e na cidade de Goiás Velho (GO), participou do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica).

Para saber se o Cinesolar estará na sua cidade, confira o site do projeto e fique por dentro dos filmes que serão exibidos e atividades a serem desenvolvidas pelo Brasil.

Bruno Ferreira
Jornalista, professor e educomunicador. Responsável pelos conteúdos da Agência Jovem de Notícias e Revista Viração.

Ver +

2 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *