Cidade de São Paulo abre novas vagas para curso de formação profissional de jovens

Oferecido pela Prefeitura de São Paulo, Programa Bolsa Trabalho mescla tecnologia, empreendedorismo e direitos humanos, com bolsa de R$ 627,21 aos participantes

Por Secretaria Especial de Comunicação da Prefeitura de São Paulo

As juventudes da cidade de São Paulo têm uma nova oportunidade de participar de um curso gratuito de introdução ao mercado de trabalho, que engloba empreendedorismo, tecnologia e cidadania ativa. É o Programa Bolsa Trabalho: Juventude, Trabalho e Fabricação Digital, de formação profissional, que inclui ainda um bolsa-auxílio mensal no valor de R$ 627,21 no período de cerca de seis meses de duração do programa.

As inscrições poderão ser realizadas de 18 a 22 de maio em formulário online, que ficará disponível durante o período de inscrições. Serão abertas 108 vagas para a turma do segundo semestre de 2022, que vai de julho a dezembro. O programa estimula a candidatura de jovens mulheres, negros, LGBTQIA+, imigrantes, indígenas e jovens com deficiência.

A iniciativa é uma parceria da Coordenação de Política para Juventude, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (SMDET) e Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SMIT). As aulas acontecem nos FAB LABS, rede de laboratórios digitais da Prefeitura de São Paulo e outros equipamentos públicos da cidade.

“O Bolsa Trabalho dá oportunidade de introdução à formação tecnológica de jovens, de baixa renda, que estejam desempregados, de modo a ajudar na inserção ao mercado de trabalho”, afirma o coordenador de Políticas para a Juventude da Secretaria de Direitos Humanos, Ramirez Lopes. “Ao mesmo tempo, o programa proporciona ao jovem conteúdo relacionado aos direitos humanos e cidadania ativa, que contribui para sua formação cidadã”.

As aulas acontecem no período da manhã, três dias por semana, às segundas-feiras, com conteúdo ministrado pela SMDHC, e às terças e quartas-feiras, nos laboratórios dos FAB LABS, da SMIT, onde o participante vai aprender a operar em equipamentos como computador e impressora 3D.

Quem pode participar

Podem se inscrever no Programa Bolsa Trabalho apenas jovens com idade entre 16 e 20 anos, moradores da cidade de São Paulo há no mínimo 2 anos, que estejam matriculados na escola ou que já tenham concluído o ensino médio, desempregados há no mínimo 6 meses e sem receber seguro-desemprego, e que pertençam a famílias cuja renda por pessoa seja de até meio salário mínimo.

Sobre o Programa Bolsa Trabalho

O Programa Bolsa Trabalho é regido pela lei 13.841, de 7 de junho de 2014 e é realizado em parceria entre a Coordenação de Políticas para Juventude da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo e Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia. Anualmente são formados 216 jovens, divididos em 2 turmas semestrais. O programa já formou mais de 700 jovens da cidade de São Paulo.

FAB LAB Livre SP

A Prefeitura de São Paulo detém uma das maiores redes de laboratórios públicos de fabricação digital do mundo – o programa FabLab Livre SP. Inspirados na filosofia da “cultura maker” ou “faça você mesmo”, os 13 laboratórios oferecem espaços colaborativos e criativos, totalmente gratuitos, onde o cidadão possui acesso livre, por meio de tecnologia de ponta, para desenvolver ideias e projetos.

Os cursos e oficinas permitem a criação de quase tudo, de uma pequena escultura a um drone, robô ou prótese. São mais de 30 tipos de formações sobre temas como modelagem 3D, robótica e marcenaria, eletrônica e fabricação de projetos.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *