Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/agenciajovem/public_html/wp/wp-includes/class-wp-post-type.php on line 526
CCSP oferece um mergulho artístico desde a porta de entrada – Agência Jovem de Notícias

CCSP oferece um mergulho artístico desde a porta de entrada

Localizado na Rua Vergueiro, o Centro Cultural São Paulo é ponto de encontro de artistas

Imagem: Safira Teodoro
Por Safira Teodoro

Interligado por rampas, o prédio do CCSP dispensa salas fechadas. Exposições, ensaios de dança, cantores de ópera e leituras dramatúrgicas se unem em um único espetáculo. Mais do que atrações culturais, quem dá vida ao espaço são as pessoas.

Em seus 46.500m², o Centro Cultural de São Paulo recebe diariamente gente de todas as idades e com finalidades e interesses distintos. A música toca, os espectadores aplaudem, na biblioteca os leitores folheiam e o CCSP respira, pulsa, na cidade inquieta.

Rampas que interligam o Centro Cultural de São Paulo – foto de Safira Teodoro
Corredor de dança – foto de Mateus Ribeiro

Ali, pátios e corredores viram salões de dança e os vidros tornam-se espelhos. Samba, hip-hop, kpop, todos os estilos encontram um espaço no reflexo negro que é divisor entre Corredor da Dança, Foyer e Espaço de convivência. “Antes tinham os espelhos, era mais divertido, mas a gente se vira com os reflexos”, diz Larissa Sayuri, 18, que vem ao prédio para ensaiar coreografias com os amigos. O diferencial do espaço para ela é poder ver todos os grupos dançando juntos.

Ensaio de grupo de dança na Área de Convivência – foto de Safira Teodoro
Grupo de dança ensaiando no CCSP – foto de Safira Teodoro

Os dançarinos se misturam às pessoas que esperam as sessões de cinema e teatro começarem. Como uma espécie de show de abertura, o público também pode se entreter com os ensaios dos artistas. Ana Carolina Elisei, 30, carioca, conheceu o local por acaso e já adorou. Assistiu a uma peça de teatro gratuita no CCSP e voltou no dia seguinte, contagiada pelas pessoas e a infraestrutura. “É difícil falar a coisa de que eu mais gostei, ainda estou aprendendo a gostar dele inteiro”, ela afirma.

As salas de cinema trazem uma proposta alternativa aos lançamentos das telonas de Shopping Center. Com preço acessível, as programações realçam curtas e longas que não tiveram tanta visibilidade, mas têm muito a ser mostrado. Além disso, o espaço conta com apresentações de música, dança, teatro, palestras e dois pisos reservados para exposições.

Show na sala de espetáculos Adoniran Barbosa – foto de Safira Teodoro
Espaço arena da sala Adoniran Barbosa – foto de Safira Teodoro

Apesar do burburinho das pessoas, da convergência de músicas, a poucos metros de distância, o silêncio reina, é o refúgio dos estudantes e dos leitores. Esta diversidade é o melhor do espaço para a professora de francês Aline Gomes, 27, que frequenta o prédio para estudar. Entre 5 áreas verdes, o Jardim Sul é reservado para uso acadêmico, lá são disponibilizadas mesas e tomadas aos visitantes.

Jardim Sul, área de estudos do CCSP – foto de Safira Teodoro

Aos 16 anos, Renata Tavares costumava ir ao acervo literário do CCSP para fazer trabalhos escolares. Depois de 31 anos ela voltou ao Centro Cultural com seu filho Daniel Tavares, 7, que pedira para conhecer uma biblioteca, ou melhor, foi logo apresentado a 6 de uma vez. O conjunto de bibliotecas do prédio inclui: a segunda maior biblioteca pública de São Paulo; um acervo de livros de arte; gibiteca; obras literárias em braille e audiolivros; literatura infantojuvenil e laboratório de línguas.

Conjunto de bibliotecas do Centro Cultural de São Paulo – foto de Safira Teodoro

Somente a biblioteca do Centro Cultural de São Paulo recebe mil visitantes por dia e cada um que passa pelo CCSP tem uma história diferente para contar. Ali dançarinos, leitores, cinéfilos ou estudantes tornam-se parte do espaço, são todos artistas pintando o cenário que ocupam. Não existe CCSP sem eles, só quem já foi pode entender, das 9h às 22h, todos os dias, um verdadeiro show é realizado entre suas rampas, pátios e jardins.

Consulte a programação no site ou só passe lá quando tiver um tempo livre. Desligue o celular e aproveite o espetáculo.

Escada para o Jardim suspenso do CCSP – foto de Mateus Ribeiro
Entrada próxima à rampa de acesso ao metrô Vergueiro – foto de Mateus Ribeiro

 

 

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *