Campanha Rede Solidária como forma de ação durante Covid

Sobre a campanha filantrópica, permacultural, Rede Solidária como forma de Ação Coletiva durante a Covid-19. Uma ação que desenvolvemos como forma de manter o engajamento dos jovens participantes e desenvolvimento do Coletivo durante a pandemia.

Por Rogério Camilo Freire Júnior

A vivência da quarentena iniciada pela pandemia catalisou ações auto reflexivas em toda a sociedade, e já que tudo no mundo mental repercute no físico, cocriamos iniciativas solidárias em prol das pessoas e do meio ambiente. Tais reflexões também contextuais, através de um pensamento holístico e uma cosmovisão energizam a sementinha da permacultura nos jovens de Conselheiro Lafaiete/MG.

Ainda na última reunião presencial do grupo de jovens Lafamob (em 07/03/2020), brota o PermaLafa (Movimento de Permacultura de Conselheiro Lafaiete), o primeiro grupo de permacultura de nossa cidade.

Neste fértil terreno de engajamento proporcionado pelo Lafamob e maximizado, pelo menos nos jovens de idade ou espírito, pela oportunidade de parar um pouco mais e olhar para si e para o mundo, nosso grupo recém nascido dá os passos para ações permaculturais multifuncionais, algo indutivo do pensamento permacultural, já que na natureza tudo desempenha nunca uma, mas sempre muitas funções.

Uma árvore, por exemplo, não somente nos fornecerá oxigênio, ou frutos, ela fará isso tudo e ao mesmo tempo centenas de outras funções biológicas intrínsecas à nossa sobrevivência e bem-estar; uma tecnologia inconcebível para a criação humana ao mesmo tempo em que se tornou desvalorizada pelo mundo capitalista.

A árvore se chama PermaLafa e dentre tantos galhos que emergem, cresce forte e floresce a Rede Solidária, que, como multifunção, leva alimento para quem precisa, renda para o pequeno produtor da região, agroecologia e agrofloresta para a cidade e para o campo, aproximar o consumidor ao produtor local, empoderar os jovens e o movimento, assim como muitos outros frutos. Fazemos isso tudo através de nossa disposição de energia e contando com a colaboração de muitos.

O financiamento coletivo online permite que pessoas contribuam para comprar os alimentos da agricultura familiar da região, que não estavam sendo vendidos, e doar para as famílias que necessitam. O formulário de vendas, possibilita que pessoas da cidade comprem os produtos rurais saudáveis, em contrapartida recebemos mais doações de alimentos produzidos sem agrotóxicos.

E completamos o circuito com ações conscientizadoras e orientadoras permaculturais, para quem recebe os alimentos e para quem os produz. Estes são orientados em suas plantações orgânicas e incentivados a produzir ainda mais de acordo com a agricultura regenerativa, e aqueles quanto a importância de alimentos in natura (integrais, na forma que a natureza nos brinda) para a saúde e para a imunidade individual.

As doações da Rede Solidária são alimentos saudáveis, que ajudam a economia local e a saúde do planeta.

Buscamos colocar nas cestas, arte, poesia, mudas de plantas medicinais. Queremos nos reconectar com a natureza e entre nós, incentivar o cuidado com a terra, a auto-sustentabilidade através da produção do próprio alimento e renda, e o autoconhecimento capaz de ligar as pessoas ao seu propósito de vida e sua função biológica como guardiões da natureza.

Contamos com a ajuda de grupos que já faziam doações de alimentos na cidade e com o sistema elaborado pelo Ministério Público para localizar as famílias que precisam das doações, evitando fraudes e duplicidades. 

É imensa a alegria em poder compartilhar algo tão lindo em meio ao caos em que o mundo vive.

Respeitamos muito o luto, a dor física e emocional de toda população, e por isso emanamos energias positivas, não desistimos do que fazemos e incentivamos ainda mais a reconexão natural, consumindo alimentos naturais, orgânicos, veganos e crus, utilizando a permacultura para orientar pensamentos e ações que cocriam impactos positivos no ecossistema global e que reprime os negativos.

Acreditamos que essa reconexão é a chave que soluciona todos os problemas atuais (ou começa por aí).

Principalmente para se combater o COVID-19, pois em pouco tempo podemos reestruturar nossa imunidade individual e global, equilibrando o ecossistema. Pode ser simples, mas não será nada fácil, e até lá devemos tomar todos os cuidados para evitar a propagação do vírus que afeta principalmente a vida dos mais pobres, já que a estrutura social vigente assim permite ou incentiva.

Na natureza, doenças ocorrem somente em um meio biológico desequilibrado, reprimindo o agente causador do desequilíbrio. Podemos simplesmente deixar de ser agente causador do desequilíbrio e nos transformar em agente causador da abundância; é o que a permacultura visa. Nosso dever, agora que temos tal consciência, é lutar até o final, mudando a predominante cultura da auto destruição em massa e os rumos obscuros do nosso planeta.

Imagem de Henning Westerkamp por Pixabay 

Visite a página do do Grupo Perma Lafa no Instagram: @permalafa

Ver +

1 Comentário

  • Que lindo! O Permalafa é prefiguração do mundo que lutamos pra construir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *