Para reduzir homicídios entre jovens, campanha Juventude Marcada Para Viver será lançada no dia 25 de fevereiro

 

O Observatório de Favelas, com a Petrobras, o Meu Rio, os alunos da turma de 2012 da Escola Popular de Comunicação Crítica (ESPOCC) e a Agência Diálogos, formada por bolsistas da ESPOCC, promove a campanha “Juventude Marcada Para Viver”, pela redução da violência letal contra os jovens negros.

O objetivo da Campanha é apresentar, sensibilizar e mobilizar a população fluminense para a questão desses homicídios. Anualmente, cerca de 50.000 pessoas são assassinadas no Brasil. Desses, mais de 27.000 são jovens, sendo 72% negros, segundo o Mapa da Violência do ano de 2012. O Brasil é considerado o quarto país que mais mata adolescentes no mundo e o risco de um brasileiro ser vítima de homicídio é 14 vezes superior para os adolescentes do sexo masculino e três vezes mais alto para os negros.

A campanha tem relevância nacional e será lançada no dia 25 de fevereiro de 2013, com atuação nos 13 municípios fluminenses que estão entre os 132 que mais matam esses jovens no Brasil. O trabalho será feito em momentos diferentes nas quatro soluções que contribuem com a redução dos homicídios. São elas: policiamento comunitário, investigação dos homicídios, controle de armas e políticas públicas para juventude.

O Observatório de Favelas é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, que há 11 anos analisa e propõe políticas públicas capazes de promover impacto social e que contribui com uma nova agenda para a cidade e com novas representações sobre o espaço popular. A ESPOCC é um dos seus projetos, que há sete anos propõe novas metodologias para uma comunicação mais crítica e popular, através do conceito de Publicidade Afirmativa. A escola é patrocinada pela Petrobras.

Para o sucesso dessa campanha, vamos criar uma rede de apoiadores nesses municípios e contamos com a sua parceria. Essa rede tem o desafio de pensar um plano de divulgação da Campanha em cada cidade, trocar dados e interagir nas redes sociais e ajudar a monitorar as políticas públicas nas esferas municipais.

Para mais informações, entre em contato pelo telefone (21) 3104-4057, pelo e-mail agenciadialogos@observatoriodefavelas.org.br e www.facebook/espocc.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *