Associação portuguesa lança campanha internacional “Caminhando pelos trilhos do Mar”

Projeto vai coletar informações sobre o consumo de água potável, o consumo de alimentos marinhos e a poluição nos oceanos. Pessoas do mundo todo podem responder os questionários

Na última segunda-feira, 08, foi celebrado o Dia Mundial dos Oceanos. Para marcar a data, a Associação Portuguesa de Educação Ambiental – ASPEA, entidade parceira da Agência Jovem de Notícias em Portugal lançou, em colaboração com outras entidades, uma campanha internacional de ciência cidadã intitulada “Caminhando pelos Trilhos do Mar”.

Até 30 de junho de 2020, a iniciativa pretende coletar informações sobre o consumo de água potável e alimentos marinhos, bem como dados sobre a poluição nos oceanos. Qualquer pessoa pode participar da coleta, realizada de forma anônima e voluntária, através do preenchimento de formulários simples e intuitivos hospedados no site do projeto: 

Mas quanta água consome? – sobre o consumo de água potável em contexto doméstico;

O que há no frigorífico hoje? – sobre o consumo de alimentos vindos do mar;

Colocaste a máscara? e Vê onde me colocas! – sobre o impacto ambiental do descarte de plástico nos oceanos.

A ASPEA, que propõe a iniciativa para todos os países de língua portuguesa, procura “obter material que vai contribuir para aumentar o nosso conhecimento sobre vários comportamentos relacionados com o ambiente e respetivos problemas, desafios e oportunidades”.

O projeto pretende ainda sistematizar as informações para “compreender a verdadeira percepção e conhecimento da sociedade sobre algumas questões ambientais”, e auxiliar a comunidade internacional no entendimento dos impactos socioeconômicos e científicos da exploração dos oceanos. 

De acordo com Joaquim Ramos Pinto, presidente nacional da ASPEA, “este projeto vem ajudar-nos a entender a importância dos comportamentos individuais, os estilos de vida e a forma como as escolhas diárias que fazemos têm um grande impacte no ambiente, mas também, e em especial, como podem influenciar ecossistemas aparentemente distantes de nós, como são aqueles que fazem parte do oceano”.

As informações coletadas de forma popular na campanha são fundamentais para que organizações que atuam na educação ambiental criem novas propostas de atividades para conscientização e defesa dos oceanos.

Este projeto é coordenado por Francesca Alvisi, Silvia Merlino (CNR-ISMAR) e Elisa Baldrighi (CNR-IRBIM); com o apoio de Silvia Mattoni, Francesca Messina e Luca Balletti (CNR – Unità Comunicazione e Relazioni con il Pubblico); em parceria com: CNR-ISMAR, CNR-IRBIM, CNR-ICCOM, CNR-IPCF, INGV, Istituto Salesiano Beata Vergine di San Luca, Fondazione FBK, Trekking Italia – Sezione Emilia Romagna, ASPEA.

Para mais informações acesse o site do projeto.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *