Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/agenciajovem/public_html/wp/wp-includes/class-wp-post-type.php on line 526
Alimentos e Mudanças Climáticas: como eles se influenciam? – Agência Jovem de Notícias

Alimentos e Mudanças Climáticas: como eles se influenciam?

Por Giulia De Nadai e Veronica Wrobel
Traduzido por Juliane Cruz

Na manhã do dia 04 de dezembro na COP24, no #ClimateAction Hub, tivemos a oportunidade de participar de uma sessão organizada pela FAO e interagir com Alix Ruhlmann, atacadista canadense, e Richard Brambley, agricultor de Yorkshire (Reino Unido). Os dois especialistas representaram dois lados opostos: o produtor e o consumidor. O encontro desencadeou uma conversa muito dinâmica e interativa. A questão central que foi lançada tanto para os dois quanto para o público considerou nossa visão do futuro dos alimentos em face das mudanças climáticas. Muitas opiniões foram compartilhadas, entre outras a urgência em diminuir as emissões de carbono produzidas pela indústria agrícola, a necessidade de diversificar nossa produção de alimentos e implementar mais biodiversidade nas práticas agrícolas, bem como a necessidade de reduzir o consumo de carne e de alimentos.

O que resulta em desafios é a maneira pela qual a transição acontecerá e se seremos capazes de nos adaptar às mudanças ambientais que influenciam muito as práticas agrícolas. Do público, ouvimos falar de diferentes assuntos e preocupações, com foco no consumidor e nas escolhas que os cidadãos fazem todos os dias, ressaltando também a necessidade de investir mais dinheiro em pesquisas científicas para abordar essa questão a partir de uma visão mais teórica, simplificando transição para os agricultores.

Neste ponto, os palestrantes destacaram a importância de “parar de viver na bolha de onde estávamos e [começar a ir na direção de] onde precisamos estar”: a agricultura se coloca no centro de tantos aspectos de nossa vida e precisamos ser ambiciosos sobre isso. As pessoas precisam começar a educar a si mesmas e às novas gerações, refletindo sobre as razões pelas quais os formuladores de políticas estão financiando sempre as mesmas indústrias.

Uma intervenção bastante interessante mencionou a internalização das externalidades produzidas especificamente pelas indústrias de carne e laticínios, que são as principais contribuintes para as emissões de gases de efeito estufa, degradação do solo e escassez de água. Em resumo, esta breve conversa levantou muitos problemas e questões, entre as quais, várias saídas possíveis foram mencionadas.

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *