A Estação da Luz

Por José Antonio Coimbra, 56 anos, Major PM, Coordenador Administrativo do Colégio Tiradentes da PMMG – Lavras/MG

CRÔNICA

O trem e as pessoas…

São Paulo é um trem de louco! Muito louco.

Não viveria lá por um dia, só a passeio. Vai de manhã, volta à tarde, como se vai pra casa da avó aqui em Minas.

O embarque e o desembarque frenético, o congestionamento no trânsito, isto não é vida.Ou é?

No meio disso tudo, a língua – a língua falada, gritada, a palavra sufocada, a palavra suja e morta nos passeios onde caminho. Ouço os mendigos como referência porque são eles que me recebem quando chego, o mendigo poliglota que tira fotos comigo, pedindo centavos pra tomar o primeiro café da manhã…os mendigos falam sozinhos consigo mesmos, acho que estão me xingando pelos centavos que não dei. Um bate boca na porta do restaurante, palavra contra palavra, a palavra que ecoa pela avenida briga pela droga, a palavra inaudita que chega como um estampido de um tiro na calada da noite, a voz macia e calma da guia da exposição e das palavras gentis do bombeiro, a brincadeira com os coreanos, os japas, os ninjas, e eles ouvem e passam mudos em seus pensamentos que falam…

Imagino, falo sozinho: – Gente louca… São Paulo muito louco, né?

Sabe de uma coisa, no fundo acho que tenho vontade de morar em São Paulo, no meio desse mar de gente, nessa “Paulicéia Desvairada” de Mário de Andrade, mas me dá medo e ao mesmo tempo me fascina.

Não vou morrer sem morar um dia em São Paulo, como um amor impossível de se viver.

E nosso dia termina, procurando palavras, no meio do Museu da Língua Portuguesa, sem palavras, para definir São Paulo.

Era um sonho meu visitar o MAM e o Museu da Língua Portuguesa, que só ocorreu agora quando acompanhei a visita de alunos do Colégio Tiradentes da PMMG em uma viagem de atividade extraclasse no dia 14 de junho de 2013. Inspirado sobretudo no que o MLP me proporcionou, criei essa crônica.

 

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *