8ª ConfDCA–Rondônia: Essa coisa de Conferência

Ana Carolina Honsell, adolescente educomunicadora, de Porto Velho (RO)

 

Estive presente no grupo de Educomunicação da 8ª Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente de Rondônia. Lá foram discutidas as propostas que serão levadas à Conferência Nacional, em Brasília, e para chegarem a essas propostas ocorram palestras e debates com a participação de representantes do poder público, conselhos da infância, e dos protagonistas da conferência, representantes das crianças e dos adolescentes de cada município do Estado.

Houve muitos momentos importantes durante a conferência, como, por exemplo, discussão sobre uma verba de compensação social avaliada em aproximadamente 1 milhão de reais para ser trabalhado com crianças e adolescentes, mas que sumiu, ou a solução para a infração juvenil: ressocialização ou punição? E o momento em que Gusthavo, um menino de 12 anos de idade, que se levantou em meio a todos os adultos presentes, defendeu aquilo que considerava importante e foi aplaudido.

Algo que foi muito presente foi a questão do protagonismo juvenil, que é extremamente importante na nossa sociedade. Afinal, somos protagonistas no meio em que vivemos e devemos defender nossos direitos com ousadia. É  muito importante que estejamos dispostos a pensar, questionar e atuar. Foi muito bom levar as pessoas a pensar mais profundamente mesmo que fora dos debates, sobre as questões discutidas, detalhes esquecidos e as dúvidas deixadas no ar.

Saiba mais:

O que é 9ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente?

Ver +

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *