5 características de Donald Trump contrárias aos direitos humanos

Os Estados Unidos da América elegeram como presidente o republicano Donald Trump. Dono de uma fortuna de mais de 3 bilhões de dólares adquirida pelo mercado imobiliário e da construção civil, ele ficou conhecido em sua campanha por ser extremamente preconceituoso e conservador.

Entre as propostas de Trump para seu governo, estão a expulsão de todos os imigrantes ilegais do país, a construção de um muro entre os EUA e o México, o fim dos laços diplomáticos com países islâmicos, o tratamento para LGBTs (pois ele considera os não héteros doentes), o fim do casamento gay, entre outras coisas que atentam contra os direitos humanos. Além disso, ele não acredita no aquecimento global e é contrário aos acordos como o de Paris, que propõem metas de redução na emissão de gases poluentes. Ele também é acusado de assédio sexual de ex-funcionária de sua empresa. Para piorar, alguns analistas ainda supõem que o governo de Trump pode piorar a situação na Síria, país em guerra civil que já registrou 500 mil mortes, acabar com as negociações pela re-inserção de Cuba no mercado internacional entre outros problemas de diplomacia.

Somente a campanha do republicano já causou efeitos negativos nos EUA antes mesmo dele assumir a presidência. Sua retórica anti-islâmica está associada ao crescimento em 89% dos crimes de ódio contra muçulmanos; Alguns professores dizem que ele inspirou bullying nas escolas; e ainda, psicólogos e terapeutas acreditam que ele tenha causado problemas psicológicos em LGBTs, mulheres, imigrantes e negros, devido a suas afirmações racistas.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos diz que “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos (…), sem distinção alguma, nomeadamente de raça, de cor, de sexo, de língua, de religião, de opinião política ou outra, de origem nacional ou social, de fortuna, de nascimento ou de qualquer outra situação. Além disso, não será feita nenhuma distinção fundada no estatuto político, jurídico ou internacional do país ou do território da naturalidade da pessoa.” O novo presidente dos EUA não leva esses princípios em conta quando produz seus discursos de ódio e é pouco provável que os leve em conta no seu governo.

A AJN recapitulou algumas das inúmeras pregações de Trump que nos fazem temer sua eleição como presidente:

 

1. Xenofobia

“Quando o México manda seu povo aos Estados Unidos, eles mandam pessoas que têm um monte de problemas e trazem estes problemas para nós. Eles trazem as drogas, trazem o crime, são estupradores. E alguns deles, eu confesso, são boas pessoas. Eu iria construir um muro. E ninguém mais entraria ilegalmente. Eu faria o México pagar por isso.”

“Essas pessoas (imigrantes sírios) podem ser verdadeiros cavalos de Troia. Não podemos deixá-los entrar no nosso país.”

 

2. Machismo

“Não importa o que a mídia escreve, desde que você (a uma jornalista) tenha uma bunda jovem e bonita.”

“Deve ser uma imagem bonita. Você caída de joelhos na minha frente…” (a uma jornalista em um programa de televisão)

“Se Ivanka não fosse minha filha, eu namoraria com ela”

“26.000 assédios sexuais não reportados em 238 condenações de militares. O que esses gênios esperavam ao colocar homens e mulheres juntos?”

“Quando você é famoso, elas deixam você fazer, “Pegar na bunda dela, você pode fazer qualquer coisa”.

 

3. LGBTfobia

“É como no golf. Muitas pessoas estão começando a usar tacos maiores, que são poucos atrativos. Você vê grandes jogadores com esses tacos enormes porque eles não conseguem mais tirar uma bola da terra com um taco comum. E eu odeio isso. Sou um tradicionalista. Tenho vários amigos que vieram a ser gays, mas sou um tradicionalista.”

 

4. Racismo

“Nosso grande presidente afro-americano não teve exatamente um grande impacto nos bandidos que estão felizes destruindo a cidade.”

“A preguiça é um traço dos negros”

“Odeio negros contando meu dinheiro’

 

5. Islamofobia

“Mesquitas devem ser vigiadas pela polícia”

 

Ethel Rudnitzki
Redatora e repórter na Agência Jovem de Notícias

Ver +

1 Comment

Leave a Reply to O que pensam os jovens brasileiros nos EUA da eleição de Trump? - Agência Jovem de Notícias Cancel reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *