Conheça os candidatos à prefeitura de Belém, PA

Zenaldo Counho (PSDB)

Tem 55 anos, formado bacharel em Direito pela Universidade Federal do Pará, vem tentando se reeleger prefeito de Belém pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Zenaldo possui uma vasta vida política, sendo vereador, deputado estadual por dois mandatos, deputado federal por quatro mandatos e atuou no executivo estadual na gestão do atual governador Simão Jatene, no ano de 2011. Na gestão municipal desde 2012, quando foi eleito com 56,61% dos votos válidos, não tem conseguindo da resposta para população, principalmente em relação a sua grande bandeira batizada de “3s – Saúde, Segurança e Saneamento”. Na Saúde, por exemplo, o Pronto Socorro Mario Pinotti, sofreu um incêndio causado por problemas na fiação elétrica do mesmo. Esse e muitos outros fatos levaram o candidato a ter a maior rejeição entre os demais candidatos chegando a 36%, conforme apontou a pesquisa encomendada pela TV Liberal.

Para reeleição, o candidato aponta como uma das suas principais propostasa conclusão do BRT Belém. A obra foi iniciada na gestão anterior e já foi alvo de denúncias de irregularidades. Ela irá integrar a cidade de uma ponta a outra com terminais de integração, parte da obra já entregue do perímetro de São Braz até o terminal Magueirão.

Zenaldo, aparece em terceiro lugar nas pesquisas com 20% de intenção de votos. Mas, devido a rejeição elevada ao candidato, em todos os possíveis cenários para 2º turno, o candidato perderia segundo pesquisa do Ibope.

 

Edmilson Rodrigues (PSOL)

É deputado federal pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), é professor da Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA, arquiteto formado pela Universidade Federal do Pará – UFPa, mestrado em Planejamento do Desenvolvimento, é doutor Geografia Humana pela Universidade de São Paulo. Edmilson, foi deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores (PT), por dois  mandatos, pelo PSOL em 2010, foi eleito o deputado estadual mais votado da história do Pará e é autor de livros.

De 1997 a 2004, Edmilson foi prefeito da cidade de Belém, sendo premiado e considerado prefeito amigo da criança pelo UNICEF. Também recebeu um prêmio sendo considerado o quinto melhor deputado do país pelo Congresso em Foco. Em 2012, Edmilson amargou a derrota para o atual prefeito, mas voltou a colocar seu nome a disposição para as eleições desse ano, inclusive despontando nas últimas pesquisas e trazendo como uma de suas principais propostas a participação popular, crianção da Secretaria de Segurança e Prevenção a Violência e a conclusão do BRT Belém.

Edimilson vem aparecendo como favorito na disputa eleitoral com 36% das intenções de voto e com uma rejeição de 21%. Caso concorresse o segundo turno, o candidato ganharia em vários cenários, mas ele ainda precisa crescer para chegar ao segundo turno com folga.

 

Carlos Maneschy (PMDB)

É candidato pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), tem graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Pará – UFPA. Possui mestrado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e doutorado pela University of Pittsburgh. Maneschy, e foi reitor da Universidade Federal do Pará – UFPA, de 2003 até este ano quando se licenciou para concorrer a prefeitura da cidade. Também é consultor da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior e professor titular da UFPA.

O candidato nunca concorreu a nenhum cargo no legislativo ou executivo local e se apresenta como uma nova alternativa de gestão para cidade e por ter gerido o terceiro maior orçamento público do estado quando ocupou a reitoria da universidade. Uma de suas principais propostas é a criação dos CEUs – Centros Educacional Unificado de Belém. A proposta é baseada na experiência de São Paulo e, segundo informações disponíveis no site do candidato, a iniciativa tem como foco a educação integral, três refeições diárias e abertura do espaço para as famílias.

Maneschy, aparece com 6% das intenções de voto e com uma rejeição de 10%. O candidato não aparece em nenhum dos cenários para o segundo turno.

 

Eder Mauro (PSD)

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal do Pará, e atualmente ocupa uma das cadeira no parlamento federal pelo Partido Social Democratico (PSD), compondo a bancada do estado do Pará.O candidato atuou por 30 anos como delegado e está em seu primeiro mandato legislativo, no qual atua em diversas comissões como consta no site da câmara federal. Sua atuação na área da segurança pública é bastante questionada por setores da sociedade civil organizada de Belém por atos de truculência, tanto que o Supremo Tribunal Federal abriu inquérito por tortura envolvendo um pai e seu filho de 10 anos de idade em 2009. Ele integra a “bancada da bala”, composta por parlamentares ligados a segurança e também é defensor da redução da maioridade penal.

O candidato tem como propostas para Educação, premiações por caderneta de poupança aos professores que elevarem as médias dos alunos, além de também premiar o melhor aluno por sala de aula, buscando envolver as famílias com a escola. Além disso, elepretende ampliar em 500, o número de guardas municipais na cidade, ampliando o efetivo que hoje é de cerca de 1.200.

Eder Mauro ocupa a segunda posição na preferência do eleitorado com 24% de intenções de voto e rejeição de 19%. O candidato aparece em dois cenários para o segundo turno, mas só ganharia se seu oponente for o candidato Zenaldo.

Diego Teofilo
Historiador, educador do Instituto Universidade Popular e membro do Instituto Amazônico de Comunicação e Educação Popular - IACEP.

Ver +

1 Comment

Leave a Reply to Conheça os candidatos à prefeitura de grandes cidades brasileiras - Agência Jovem de Notícias Cancel reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *