Home da viração| Viração World| Revista| Assinatura| Contato
Fundo Direitos Humanos
RejupeSP
18 Razões
PL4471

Login

Senha

Esqueceu a Senha?

Edição do Mês

Campus Party 2013: Geek! “Eu sou assim” PDF Imprimir


29, janeiro 2013 - 16:46

Durante a Campus Party, que acontece até 3 de fevereiro em São Paulo, conversamos com o estudante de ciências da computação da Universidade Federal de Tocantins, Walmir Melo, que se define como ‘geek’ – uma pessoa nerd, mas “sociável”, como ele mesmo explica. O jovem, de 22 anos, participa do evento ao lado de seus três amigos e uma garrafa de bebida com um formato de uma cabra (!!!!). Confira nosso bate-papo.

Qual sua expectativa com a Campus Party?

Estou aqui pela primeira vez. Isso aqui é tudo que eu esperava e mais um pouco, pois é o maior evento tecnológico do mundo. Tem tanta coisa para fazer aqui que a gente nem sabe o para onde ir: se assiste a uma palestra, se participa de uma oficina. Eu queria fazer várias coisas ao mesmo tempo.

E o que mais te chama atenção no evento?

Essa relação de empresa e estudante, isso é muito forte aqui. Aqui estamos abertos a várias opções de oportunidades. As empresas mais importantes de tecnologia estão aqui fazendo parcerias com estudantes e isso é muito importante.

Você se considera um ‘nerd’?

Vários amigos já me chamaram de nerd, mas eu não me considero. O novo termo agora é geek, que se define como uma pessoa imensa no mundo das tecnologias e não fica um segundo separado da tecnologia.  Eu sou assim. Nerd, na faculdade, é considerado aquele que senta no fundo da sala, só estuda e vive conectado o tempo todo.

E qual a diferença entre nerd e geek?

O geek é uma pessoa s sociável, enquanto o nerd não. Mas enfim, o geek é o novo termo que todos os nerds também usam.


Você traz com você uma garrafa em formato de bode? Qual o sentido?

Esse bode é um animal de estimação da caravana de Tocantins. O grupo decidiu trazer o animal para chamar atenção dos demais participantes do evento e para pautar entre os participantes a importância da cultura do povo, de resgatar nossas raízes. Precisamos preservar isso para manter as próximas gerações. Aqui, para todos os lados que olha vê máquinas, então esse bode é uma boa forma de chamar atenção. As pessoas também perguntam se ele é um computador (risos). Ah, e para garantir a entrada do ‘símbolo’ do Norte foi difícil. Precisamos conversar bastante com os seguranças.

Fotos de Gabriel Fernandes, adolescente comunicador, e texto de Elisangela Nunes, da Agência Jovem de Notícias, de São Paulo (SP)

 

Nenhum Cometário, seja o primeiro.
Deixe seu Comentário


* Nome

* Email (Nao sera publicado)

Site

* Seu Comentario

Current day month ye@r *

Web TV

Redes Sociais

  • Facebook
  • Flickr
  • Phyrtual
  • RSS
  • Twitter
  • Youtube
Tradução

    Translate to:

Facebook

Campanhas

  • panfleto plip frente_final
Histórico
Agência Jovem de Notícias - Copyleft © Permitida a reprodução sem moderação desde que citados o link e a fonte
Viração Educomunicação: Rua Dr. Bitencourt Rodrigues, 88 - Sé - São Paulo 01017-010
tel: 11-3237-4091 - 3115-0142 - e-mail: redacao@agenciajovem.org